Cuidado: ajudar quem não quer é prejudicial à saúde!

Aparentemente todo mundo tem vontade de ser ajudado. Porém, é importante saber quando não há um interesse real de mudar ou existe pouca força de vontade para efetivar uma mudança, mesmo que a pessoa chegue a dizer que está se esforçando e/ou demonstre com alguns comportamentos um desejo de melhorar. Essa aparência nem sempre significa que o indivíduo esteja colocando energia suficiente para fazer a parte que lhe cabe para se ajudar.

Nesse caso não é fácil perceber o que está acontecendo. Você poderá achar que sua colaboração não está sendo suficiente e se empenhar mais, dedicar mais energias e esforços que de nada adiantarão. É possível que aquele com quem você se preocupa esteja na zona de conforto com ganhos indiretos e diretos, e você perdendo tempo, saúde e vida tentando ajudar alguém que não quer de fato mudar.

Infelizmente existem pessoas assim, que sabem manipular, iludir e só pensam em si. Estar atento e aprender a identificar é fundamental para seu bem-estar emocional, físico, mental e relacional assim como para prevenção de doenças. Afinal, conviver com uma pessoa adoecida, que faz mal a si e não se esforça de fato para melhorar, também nos faz adoecer.

Ao tentar ajudar tenha cuidado para não se prejudicar. Antes de se preocupar com o próximo lembre-se de você, cuide bem de si e invista em quem realmente merece e quer caminhar na mesma direção que você. Assim ficará mais fácil evoluir, sorrir e ser feliz.

Compartilhar